Categoria

Relato

Relato

Milagre ❤️ Superação ❤️

fevereiro 21, 2017

Hoje recebi a linda história de amor da mamãe Rosangela… História de Fé e superação… como é bom vermos as mãos do senhor estendida sobre as vidas, milagre existe, Deus é fiel… não desista ❤️

Foram 4 perdas… precisamos apenas crer e nunca dúvidar do poder de Deus.

“Vou te contar sobre a gestação deles. Qdo estava com 7 semanas tive um pequeno sangramento e corri pro hospital, até pque das outras vezes sempre q acontecia isso era perda na certa, mas dessa vez os corações estavam lá, batendo firme e forte, foi um descolamento ou hematoma por ser início. Fiquei de repouso e com 12 semanas outro sangramento, mas desta vez intenso, sangue vermelho e em grande quantidade, tive que ir pro hospital de ambulância, foi muito desesperador, cheguei a perder amostras no banheiro que recolhi num potinho e levei junto, no hospital a médica não conseguiu identificar se a amostra era um feto ou não é pediu uma eco de emergência. Foi tenso esperar até a eco e no meu coração eu não qria e não podia ter perdido um deles😢. Qdo estava fazendo a eco o médico encontrou um 💙e demorou pra achar o outro, foi uma eternidade até saber q os dois estavam bem. Passei aquela noite no hospital e os médicos não tinham respostas o pque do sangramento, mas o importante pra mim é que eles estavam bem.

A partir desse momento era repouso absoluto, só levantava pra ir no banheiro e tomar banho. Mas eu tinha muita fé que desta vez daria certo, tinha que dar.

Com 23 semanas durante uma eco de rotina o médico identificou o colo abrindo, ou seja, de novo internada e graças a Deus nas mãos do melhor médico que fez a cerclagem com 23 semanas, foi outro susto mas venci mais uma etapa.

Com 25 semanas fazendo outra eco descobriu transfusão feto-fetal, ou seja, um estava recebendo mais sangue que o outro, passamos a ter controle semanal com a ecografias e médico, a partir daí cada dia era um milagre.

Descobri pelas perdas anteriores que tenho trombofilia, então desde o primeiro dia que descobri a gravidez tomava uma injeção na barriga de anticoagulante, então a minha gestação já era considerada de alto risco pra mim é pros bbs.

Fui contanto dias após dia e confiei, de verdade, eu precisava confiar que tinha chegado a minha vez, e consegui levar até 35 semanas. Nasceram os meus milagres dia 18 de outubro de 2015.”

 

Relato

“Malú, Amor além da vida”

fevereiro 15, 2017

Hoje recebi o emocionante relato da mãezinha Janaina Aquino. 

“O amor entre nós três é tão grande que a nossa história não acabou aqui. É uma pausa, é um tempo…o nosso amor é além da vida! Que coisa maravilhosa foi ter a Malú conosco. Que perfeição de Deus esse tempo que ela ficou aqui”

Sinta-se abraçada e acolhida, que o Espírito Santo consolador console seu coração dia após dia. 

Eu e meu marido descobrimos que existia alguma dificuldade para engravidarmos. Começamos a investigar e meu médico encontrou um mioma que retiramos em set/2015 e engravidamos em Maio/2016. Que sonho maravilhoso! Nossa vida mudou por completo! Fizemos tudo absolutamente com muito pé no chão e muito cuidado. Uma gravidez tão tranquila, tão abençoada! A nossa Malú já nos fazia imensamente felizes dentro da barriga, já passeávamos e conversávamos com ela do que gostamos e de tudo que íamos fazer juntos. Tudo caminhando e sendo preparado com muito carinho, enxoval pronto, quartinho pronto…até que dia 27/nov/16 comecei a sentir uma dor muito forte na boca do estômago e fomos ao hospital. Estava com a pressão 19/11 e foi necessário uma cesárea de emergência. Minha princesa nasceu com 29 semanas, 1,200 kgs, rosadinha, respirando sozinha e linda! Aquele rostinho mais perfeito ainda do que imaginávamos! Eu precisei ir para o cti e ela para a uti neonatal. Eu recebi alta e voltei para o quarto, já ela precisou de um aparelhinho para ajudar na respiração. Tive alta e ao mesmo tempo a maior tristeza do mundo, sair do hospital e voltar para casa sem ela! Quanta dor! Dormia (passava a noite) em casa e ficava o dia inteiro sentada olhando para ela no bercinho da uti. Foram cinco dias de tanto amor, tanta cumplicidade, tanto carinho…cada mexidinha, cada bocejo, o choro, a troca de fralda, leitinho na seringa ia aumentando a nossa esperança e, com esses tão pequeninos gestos, aprendi um sentimento tão grandioso que é o de ser MÃE. No dia 01/dez ela teve uma hemorragia pulmonar e não resistiu. Nosso mundo desabou, e ainda assim está! Tem sido tudo muito difícil, a aceitação é muito difícil. Mas independente de tudo que estamos passando, a Malú nos deixou tantos ensinamentos e temos certeza que de que é um anjinho que está no céu olhando pelo papai e pela mamãe. O amor entre nós três é tão grande que a nossa história não acabou aqui. É uma pausa, é um tempo…o nosso amor é além da vida! Que coisa maravilhosa foi ter a Malú conosco. Que perfeição de Deus esse tempo que ela ficou aqui.
Obrigada minha “pirulita”, filha tão desejada e amada…
Papai e mamãe te amam para sempre.

Relato

Histórias de Mães de Anjos ❤️Superação❤️

fevereiro 9, 2017

Relato de Mãe de Anjo

Minha história começou no dia 02/06/2016, quando peguei o resultado do meu Beta HCG, uma alegria inexplicável, logo marquei minha primeira consulta do pré-natal, estava de 4 semanas, eu e meu esposo estávamos extremamente felizes, contávamos os dias e os minutos para irmos as ecografias, e as consultas… Logo na primeira ecografia foi identificado que as minhas artérias uterinas estavam alteradas, na consulta meu GO receitou ASS infantil e passamos a acompanhar, sempre estive muito bem, nenhum sintomas que viesse me preocupar o tempo foi passando e percebi que estava cada dia mais inchada, era a minha única preocupação, porem, depois das 24 semanas de gestação as artérias uterinas já tinham sido normalizadas, então fiquei tranquila, e sempre estive muito bem, apenas muito inchada. Com 32 semana tive meu primeiro pico de pressão alta (14’9) e o GO já entrou com medicação para pressão. E passei a fazer os exames todas as semanas para controlar as plaquetas do sangue e sempre medindo a pressão, tudo normal nos exames e no controle da pressão, neste momento já tinha engordado (inchaço) 30kilos, continuei trabalhando, me sentindo pesada porém bem clinicamente até que na 35+2, numa quinta-feira tive outro pico de pressão 15’10, meu GO encaminhou para maternidade e repitimos todos os exames, e foi identificado que as plaquetas do sangue estavam caindo, meu GO pediu para que repetisse os exames na segunda feira, a intenção era acompanhar repetindo diariamente. Na segunda feira dia 9/1/2016 com 35+6 quando fui realizar novamente os exames as plaquetas estavam no limite e meu GO imediatamente solicitou meu internamento, no mesmo dia fiz ecografia e estava tudo bem ouvi o coraçãozinho do meu DAVI normal. Estava bem e tranquila, aguardando a visita do meu GO no quarto do hospital. Enquanto isso jantei, pois não imaginava que meu pesadelo começaria naquela noite, quando meu GO chegou e foi me examinar tivemos dificuldade para ouvir o coração do meu anjinho, imediatamente ele percebeu que o bebê estava em sofrimento, e iniciava o processo de pré-eclâmpsia, precisando ir para cesárea de emergência, mesmo tendo jantado.
No momento da cesárea meu esposo permaneceu o tempo todo do meu lado acompanhando o procedimento cirúrgico e a evolução da horrorosa pré-eclâmpsia DHEG (Doença hipertensiva específica da gestação) que levou o meu anjinho e ocasionando o descolamento da placenta com hemorragia interna, fazendo meu bebe nascer sem batimento cardíaco, precisando ser reanimado, tive muito sangramento interno, correndo grande risco de vida e de evoluir para eclâmpsia, fiquei 6 horas no centro cirúrgico aguardando a recuperação de todos os órgão ( falarei mais detalhes sobre essa monstruosa doença em outro post), porque acredito que muitas mães como eu não tem noção da gravidade). Saindo do centro cirúrgico, recebemos a notícia que nosso anjinho Davi tinha tido outra parada cardíaca e não resistiu… A tristeza e angústia tomaram conta dos nossos corações Davi será sempre nosso anjinho guerreiro que lutou todos os momentos, nosso amado primogênito.

❤️Papai e mamãe de anjo, filho, sempre amaremos você nosso anjinho, você levou um pedaço dos nossos corações ❤️

▪️ Quero aproveitar para agradecer toda a família e amigos que nos ampararam com carinho e mensagens de conforto. Em especial deixo meu eterno agradecimento a minha mãe Rosângela e meu esposo Dani.

Minha mãe que desde o meu positivo até meu internamento e até hoje tem estado no meu lado, me ajudando, fisicamente, emocionalmente, espiritualmente e em tudo que preciso e precisei, 24 horas por dia, sem você não sobreviveria mãe. Eu e o nosso anjinho Davizinho amamos eternamente você minha mãe amada.

Meu esposo, que também esteve o tempo todo ao meu lado, me dando toda força, desde aquele momento que estávamos juntos na sala de parto,  até todas as noites de hospital, que cuidou de mim e tem me dado muita força até hoje, se unimos em um grande amor e força para conseguirmos viver dia após dia. Meu amor te amo todos os dias das nossas vidas.

Mães de anjos, vamos compartilhar suas histórias e se ajudarmos na Superação desta dor.